. A região da Ibiapaba e sua sede de desenvolvimento | FEPAI 2019
Pular para o conteúdo

A região da Ibiapaba e sua sede de desenvolvimento

Água não está em falta na região serrana da Ibiapaba, até porque suas cachoeiras, bicas e nascentes de beleza realçada pelos mirantes naturais não permitem dizer o contrário. A sede da população não se manifesta no corpo, mas na mente. Elas pensam nas riquezas da sua terra e no que poderia ser feito para desenvolvê-la social, cultural e economicamente.

Feira de Negócios da Ibiapaba (Fepai) é um ponto de encontro para estas pessoas. Expositores apresentam seus produtos com a autonomia de quem produz e entrega a alguém pessoalmente, com sua carga de preciosidade, e este pode ser um dos diferenciais que os pequenos negócios têm. O Museu do Turismo, não só fez brilhar os olhos das pessoas que se identificação com as representações de suas cidades, mas despertou a curiosidade em desbravar a Rota Mirantes da Ibiapaba.

O conhecimento era interessante a quem passava pelo stand do Instituto Federal do Ceará (IFCE) com seus alunos de gastronomia e engenharia de alimentos apresentando produtos desenvolvidos nos cursos e suas motivações em estudar o segmento. Os participantes de cada oficina atingiram o limite máximo de lugares e eram atentos ao conteúdo repassado.

Fernando Costa, que é de Nova Russas, mas está morando em Ubajara por conta do curso de gastronomia, reconhece que as pessoas da região prezam pelo consumo de alimentos orgânicos e menos industrializados. Para eles, a gastronomia é semelhante à comida do lar, porém, o Instituto busca orientar que existem técnicas específicas para o preparo do alimento e aos que visitam é interessante a descoberta.

Oficinas e palestras, organizadas pelo Sebrae no Ceará, foram direcionadas ao artesanato, empreendedorismo, turismo, alimentação fora do lar e marketing. Os encontros foram marcados pela participação e curiosidade por cada tema abordado. A instrutora da oficina de “Mídias Sociais”, Patrícia Leitão, enxerga nesta ação da Fepai, a possibilidade de empresários entenderem o potencial que as mídias digitais podem contribuir no crescimento do seu negócio.

A cultura da Ibiapaba, foi apresentada no Espaço Mangaio, onde dança e música se encontraram para tornar a região de clima serrano ainda mais agradável para os visitantes. Para Paulo Sidnei, produtor fonográfico e idealizador do Mangaio Cultural, as mostras culturais este ano não foram apenas vitrine e sim a manifestação do potencial artístico que a região possui e um primeiro passo para a valorização da arte na localidade, como em todo o país.

Os dias 19 a 21 de julho de 2018 foram importantes na valorização da Ibiapaba. A expectativa é que na 32ª edição da feira, seja comprovado o desenvolvimento das cidades e economia através dos negócios, conhecimento, cultura e ascensão do turismo. Os agradecimentos aos envolvidos na concretização do projeto foram realizados por Francisco Magalhães e Lucileide Lourenço, Articulador do Escritório Regional da Ibiapaba e coordenadora do evento, respectivamente.

Veja como foi todo o evento no Instagram do Sebrae no Ceará@sebraece

Fale conosco

Nossos consultores estão à disposição para lhe orientar no Ponto de Atendimento do Sebrae mais próximo ou por meio do telefone 0800 570 0800, ligue gratuitamente até de celular.